Super Players
Olá!!!

No momento, o forum esta inativo. Mas estarei respondendo as perguntas sobre duvidas dos jogos e de qualquer outro tema no forum www.forum-vp.com

É um forum que é especializado em jogos da Plataforma do Xbox360, PlayStation3 e do PlayStation 2, alem de outros temas diversos.

Estarei a sua espera por lá.
Obrigado.

The Racer


http://superplayers.forumbom.com/h2-forumeiros
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
<<
 

 Avenged Sevenfold

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Vitinho
avatar
ModeradorModerador


Mensagens : 570
Pontos de Respeito : 936
Data de inscrição : 09/09/2010
Idade : 23

Ver perfil do usuário
MensagemAssunto: Avenged Sevenfold Sex 10 Set 2010, 2:09 pm

Avenged Sevenfold



Biografia

1999 - 2004

A banda foi formada em 1999 por M.Shadows e Zacky Vengeance, amigos, que estudavam no mesmo colégio e que convidaram logo em seguida The Reverend e Matt Wendt para completar a formação. O Avenged Sevenfold (também conhecido como A7X) usa nomes artísticos e o vocalista da banda, M.Shadows disse que os usam por muitas razões diferentes:&quot;Nós achamos isso divertido e também sabemos que isso poderia espantar algumas pessoas,sem razão nenhuma, e é sempre legal ver as pessoas transtornadas por nenhuma razão. Não me leve a mal: a música está em nossos corações, e nós vivemos e respiramos essa banda. Mas quando tocamos ao vivo, nós meio que aderimos novas identidades, e nós pensamos que esses nomes definiriam bem o que nos transformamos ao vivo&quot;.[1] Durante os anos de 1999 e 2000, inúmeras demos foram gravadas como The Art Of Subconscious Illusion e We Come Out At Night. O primeiro álbum do Avenged Sevenfold, Sounding the Seventh Trumpet foi gravado quando os integrantes tinham apenas dezoito anos,em 2000 e originalmente foi lançado pela sua primeira gravadora, Good Life Recordings em 2001. Sendo que a música Streets foi escrita por M.Shadows e a banda da qual ele participou antes do Avenged Sevenfold, a Successful Failure. Após o guitarrista solo, Synyster Gates ter se juntado à banda, a faixa de introdução To End the Rapture foi regravada com Gates tocando e o álbum foi relançado pela Hopeless Records em 2002. O álbum seguinte chamado Waking The Fallen também foi lançado pela Hopeless Records em 2003 e teve um bom reconhecimento pela revista Rolling Stone, além do mais, é considerado um dos melhores álbuns de metalcore da história e vendeu 3.000 cópias na primeira semana de lançamento. Com o contrato para assinar com a Warner Bros. Records, o Avenged Sevenfold teve que lançar o clipe de Unholy Confessions em 2004 no intuito de promover a banda para trabalhos futuros.

2005 - 2007
Após algum tempo, o Avenged Sevenfold assinou contrato definitivo com a Warner Bros. Records. City of Evil, o terceiro álbum da banda foi lançado em 7 de Junho de 2005, já pela Warner e os levou ao mainstream do rock mundial com singles como Bat Country e Seize The Day. O sucesso da banda também foi impulsionado por músicas como Blinded In Chains e Chapter Four presentes em jogos assim como Beast and the Harlot no famoso jogo Guitar Hero. A música Betrayed foi dedicada á Dimebag Darrel, ex-guitarrista do Pantera, a música M.I.A foi escrita após o vocalista M.Shadows falar com seus amigos que estavam lutando na guerra do Iraque. No City Of Evil, o vocalista M.Shadows deixou os vocais guturais de lado e alguns boatos dizem que M.Shadows não pode mais gritar, mas isso é mentira, e podemos ver isso nas declarações de Mudrock produtor do segundo e terceiro álbum do Avenged Sevenfold no DVD All Excess. Mesmo após alguns danos em suas cordas vocais em decorrência dos muitos vocais gritados e da cirurgia para corrigir alguns problemas em 2004, M.Shadows afirma que ainda pode gritar, até melhor que antes. Sobre as acusações de que a gravadora estaria obrigando o Avenged Sevenfold a tocar um som mais leve, M.Shadows disse:&quot;Não temos nenhum medo.Construímos a banda praticamente sozinhos.Mesmo sendo independentes ou sendo de uma grande gravadora,mesmo que sejamos despejados e esquecidos por todos,nossos fãs nunca nos esquecerão,sempre teremos fãs,e podemos contar com eles sempre,isso é certeza.Não temos nenhuma pressão.A gravadora amou o álbum,queriam algo novo.Queriam que quebrássemos as concepções de como uma banda de rock devia ser.Então,escrevemos o álbum inteiro e se eles não gostassem,nós mesmo sairíamos e iríamos para outro lugar.Não temos medo de gravadora,ou disso e daquilo.Mesmo se tudo der errado,teremos amigos e pessoas interessadas no nosso trabalho na industria musical&quot;.[2] Em janeiro de 2006, o City Of Evil ganhou o disco de ouro em decorrência dos singles Burn It Down e Bat Country ambos lançados em 2005. A música Bat Country foi escrita em homenagem ao escritor e repórter Hunter S.Thompson. O nome da música vem da página dezoito do terceito capítulo do seu livro Fear And Loathing In Las Vegas, onde Raoul Duke diz: We can't stop here. This is bat country .Em 6 de fevereiro lançaram o clipe de Beast and the Harlot e pouco depois no dia 30 de junho, o clipe de Seize The Day que levou a banda a alcançar o topo de muitas paradas mundiais. O riff da música Beast And the Harlot foi eleito um dos melhores riffs da história pela revista Total Guitar nesse ano. O A7X completou sua primeira turnê mundial em 2006. Passaram por diversos lugares indo dos Estados Unidos e Europa até Japão, Austrália e Nova Zelândia. Também se apresentaram no Ozzfest ao lado de bandas como Dragonforce, Disturbed, System of a Down e fizeram turnê com Metallica e Guns N'Roses. O disco City Of Evil ficou entre os cem melhores álbuns com guitarras da história, eleito pela revista Guitar World Magazine em outubro de 2006, ocupando a posição de número 63. O álbum City Of Evil vendeu até os dias atuais, 800.000 cópias apenas nos Estados Unidos da América.
Após cancelar alguns shows, inclusive na Inglaterra com a banda Bleeding Through,a banda anunciou que estava planejando seu quarto álbum, o Avenged Sevenfold. Matt Shadows em entrevista [3] afirmou que não queriam fazer um Waking The Fallen Part:2 ou um City Of Evil Part:2,mas que queriam fazer um álbum diferente que os antigos fãs gostassem e que pudesse ainda conquistar milhares de novos fãs.Antes do novo álbum,foi lançado o DVD All Excess no dia 17 de Julho de 2007.O DVD contém muitas coisas,desde clipes,documentários e entrevistas até apresentações ao vivo.O All Excess tem aproximadamente 156 minutos. Fizeram shows em Cingapura, Indonésia e Japão, suas primeiras datas em 2007. A música Almost Easy foi tocada pela primeira vez na SingFest 2007 em Cingapura. O Self-Titled foi lançado no dia 30 de Outubro de 2007 e foi um sucesso imediato, vendeu 94.000 cópias em apenas uma semana de lançamento. Lançaram dois singles,Critical Acclaim e Almost Easy, sendo que Almost Easy tem clipe lançado em 24 de setembro e uma versão ao vivo lançada no dia 3 de outubro. O álbum Avenged Sevenfold vendeu 700.000 cópias nos Estados Unidos da América até hoje.

2008 - 2009
Em 2008, a banda começou com chave de ouro anunciando sua participação na turnê Taste Of Chaos 2008 como atração principal e ao lado de bandas como Bullet For My Valentine,Atreyu e Blessthefall. Além disso, o Avenged Sevenfold lançou um clipe,A Little Piece Of Heaven em janeiro e lançaram pela primeira vez uma b-side (música que não está em nenhum álbum); Crossroads foi lançada no dia 17 de Janeiro e que mais tarde foi re-lançada no disco Diamonds In The Rough). A música Afterlife se tornou o terceiro clipe do álbum Avenged Sevenfold saindo oficialmente no dia 4 de fevereiro de 2008 e conquistando milhões de novos fãs abrindo uma nova era para a banda. Afterlife é hoje um dos maiores singles do A7X, ficando no Top de dezenas de paradas como Billboard e sendo sucesso na MTV. O Avenged Sevenfold passou pela primeira vez na América do Sul, indo ao Chile e vindo ao Brasil no dia 29 de maio e além disso também foram pela primeira vez ao México e também a Portugal no Super Bock Super Rock no dia 9 de Julho sendo uma das paradas da turnê que fizeram com o Iron Maiden na Somewhere Back In Time Tour entre junho e julho desse ano.
No dia 16 de setembro foi lançado um CD de B-Sides e um DVD Ao Vivo. O nome do DVD é Live In The LBC e o CD Diamonds in the Rough. Lançados juntos, venderam 20.000 cópias em sua primeira semana de lançamento e hoje em dia já foram vendidas mais de 100.000 cópias. Além disso, ganharam o prêmio de Álbum do Ano da revista Kerrang. Dear God,o quarto clipe do disco Avenged Sevenfold foi lançado no dia 28 de outubro de 2008. Uma parte da turnê Fall Tour com a banda Buckcherry foi cancelada devido á fadiga vocal do vocalista M.Shadows. A turnê voltou no dia 15 de Outubro em Osaka no Japão, onde o A7X se apresentou com diversas bandas importantes como Slipknot,Bullet For My Valentine,Black Tide,Machine Head e outras. Na passagem do Avenged Sevenfold por Cingapura, eles tocaram uma música nova apenas para se divertir, no estilo Reggae e com influências de músicas da região. A música não tem nome oficial por isso se chama Unnamed Song. Zacky Vengeance em entrevista para a New Press [4] afirmou que a banda deseja experimentar mais sons e que ele ouve de tudo desde Johnny Cash e Bob Marley até Pantera e que todas essas influências podem aparecer uma hora ou outra: Mais longe no próximo álbum, quem sabe? diz Zacky V. Eu não seria contra colocar baterias bem pesadas nisso. O Avenged Sevenfold ganhou outras votações na Kerrang! Readers Poll onde os leitores da revista escolheram o A7X como melhor banda e melhor banda ao vivo de 2008, além de Synyster Gates ter ganho como homem mais sexy do ano também. O Avenged Sevenfold aparece nos agradecimentos de Axl Rose, no álbum Chinese Democracy. Em entrevista para a Popular Underground Magazine [5] Synyster Gates praticamente descartou a volta dos vocais guturais na banda: ''Você avança e eu não penso que nós realmente fomos ruins, mas bem perto e estamos melhorando e melhorando. Isso é tudo que eu quero como músico, compositor e performer. Só quero melhorar e minha idéia de melhor talvez não seja a mesma idéia de melhor de um fã quando questionado inúmeras vezes por fãs que pediam a volta dos vocais gritados. M.Shadows teve paralisia facial num show em Baltimore no dia 9 de Dezembro durante a Fall Tour. O problema foi na articulação temporomandibular causado por fazer muitos shows e cantar excessivamente, fazendo com que a mandíbula saísse um pouco do lugar. Scream foi anunciado como quinto single do Self-Titled e o clipe, feito por fãs foi lançado no dia 16 de Dezembro.
Em 2009, M.Shadows se casou definitivamente com Valary DiBenedetto, namorada de Matt desde a escola no 6º ano. Em vários shows ele comentou sobre o casamento, transparecendo uma grande felicidade por finalmente estar casado. O Avenged Sevenfold completou uma turnê pelos Estados Unidos junto com as bandas Buckcherry, Papa Roach e Saving Abel e em 28 de junho o Avenged Sevenfold foi eleito entre os 100 melhores melhores clipes da história, com Bat Country em 11º e Seize The Day em 12ºlugar. Em meados de 2009, fez alguns shows novamente com o Metallica, dessa vez no México. Em 1 de julho a música Beast and the Harlot recebeu dois prêmios do Guitar Hero: Smash Hits como Melhor Grito e Música do Ano. Em 15 de julho de 2009, o álbum Waking The Fallen chegou ao disco de ouro vendendo 500.000 cópias até essa data.
O próximo álbum de músicas inéditas do Avenged Sevenfold deve sair em 2010. O novo álbum não tem título defenido por enquanto.

Estilo

O Avenged Sevenfold é muitas vezes caracterizado como heavy metal ou hard rock. Mas suas músicas apresentam os mais diversos e diferenciados tipos, percebendo-se isto especialmente no álbum Avenged Sevenfold. Por exemplo, em seu primeiro álbum que era metalcore podemos perceber a música Streets que tem uma sonoridade mais puxado para o estilo punk rock, a música To End The Rapture com características Heavy Metal e Warmness On The Soul em piano numa linha mais Soft Rock. Também em seu álbum homônimo, as músicas Dear God e o início de Gunslinger tem uma sonoridade country, A Little Piece Of Heaven no mesmo álbum apresenta elementos teatrais, num estilo diferente de qualquer outra música, usando orquestra e instrumentos pouco comuns no rock. O Avenged Sevenfold não se consideram com um estilo específico apesar de serem um dos maiores expoentes do New Wave of American Metal. Eles mudaram muito desde seu primeiro álbum, passando de uma música muito pesada para algo mais hard rock. O Avenged Sevenfold possui muitas influências diferentes, e hoje é uma banda de um estilo próprio, que mescla algo de heavy metal e hard rock com diversos gêneros musicais.

Características Musicais


O nome Avenged Sevenfold (vingado sete vezes, em português) é uma referência ao livro do Gênesis na Bíblia, quando Caim é sentenciado a viver em exílio por matar seu irmão. Deus o marcou e ninguém poderia matá-lo pelo seu pecado. Quem matasse Caim seria &quot;castigado sete vezes&quot; e assim, Caim seria vingado sete vezes. O título da canção Chapter Four se refere ao Gênesis 4:15, o capítulo da Bíblia onde a história de Abel e Caim se passa. Beast and the Harlot é outra canção derivada de assuntos bíblicos, que vem do Livro da Revelação, escrito em primeira pessoa e que tem como enredo a punição da Grande Babilônia, império mundial e centro de falsas religiões. Outra referência bíblica está em The Wicked End. A canção aborda o tema de Adão e Eva afirmando que Adão estava certo ao comer o fruto proibido. Apesar de tantos temas bíblicos, o Avenged Sevenfold é justamente o contrário do que as pessoas possam pensar á primeira vista. Mesmo com apelidos dos integrantes da banda fazendo referências religiosas, M.Shadows em uma entrevista afirmou que a banda não é uma banda religiosa, disse que as pessoas que leem as suas letras e realmente conhecem algo sobre eles, sabem que a banda não promove ambos,Deus ou o Diabo.Johnny Christ disse em entrevista:[6]&quot;Não há nenhuma mensagem vindo da banda realmente. Nós crescemos ouvindo muitas bandas de Heavy Metal como Metallica e Iron Maiden e tudo que eles usavam para suas imagens e suas histórias. Tem histórias muito legais na bíblia e muitas podem ser contadas no contexto de hoje em dia. Como em Beast and the Harlot, a história da queda da grande Babilônia, muitas cidades hoje em dia estão nessa mesma decadência&quot;, acabando com os boatos que a banda era religiosa ou passava mensagens subliminares nas suas músicas. A banda também possui letras políticas como Critical Acclaim, Blinded In Chains e M.I.A, letras melancólicas como Seize The Day, Warmness On the Soul e I Won't See You Tonight part:1 . O A7X também se caracteriza por ser uma banda extremamente rica liricamente tratando de diversos assuntos diferentes em suas letras.
Sobre a mudança de estilo e as acusações de se vender, M.Shadows disse:[7][8]&quot;Somos criticados todos os dias.E nós amamos isso. Quanto mais falam mal da banda, mais as pessoas se interessam em ouvir. Se vender é algo que crianças de escola usam, alguém que fale isso nunca escutou o novo álbum ou apenas se baseia no fato que não gritamos mais. Uma gravadora que nos deixa abordar temas diversos e fazer músicas de seis minutos cada uma não me soa algo para vender. Nós tocamos nosso próprio estilo, não podemos ser classificados. Essas pessoas me lembram a mim mesmo quando tinha 13 anos e acusava as bandas de se vender. Nós simplesmente escrevemos o que está nos nossos corações e tentamos fazer o melhor possível. Escrevemos músicas vindas da alma e esperamos que as pessoas gostem delas. É o que nós fazemos. Somos uma banda de cinco garotos colocando seus corações nas músicas. Nunca colocaríamos algo que não quiséssemos no disco. Quando nos acusam disso, apenas são jovens ou estão confusos porque o disco de agora não soa como os de antes. Quando ficarem mais velhos verão que fazemos o que nossa vontade manda, não para vender e essas coisas. Nós sempre fizemos o que tínhamos vontade e nenhuma de nossas gravadoras mandavam na gente.&quot;
Sobre as letras políticas,M.Shadows disse:[8]&quot;A inspiração de escrever letras políticas vem da nossa raiva do que tem acontecido no nosso país ultimamente.Lendo jornal, morando na California, você pode ver muita coisa errada. A mídia é completamente de direita. Estão sempre reclamando das pessoas que são contra eles e o seu jeito cego de ver o ser humano em geral. Tem pessoas lutando pelo país agora, defendendo o país, cultivando comida, pegando um caminhão e levando a comida aonde as pessoas precisam comer. Em todo país é assim, e eles se esquecem disso. E eu cansei disso. Tenho amigos lutando numa guerra em vão, e estou cansado de tanta hipocrisia e quis escrever uma música sobre esse sentimento que estou sentindo agora. Estou cansado de bandas falando bem de algo que está ruim, e eu não quero ouvir esse tipo de coisa, daí veio o sentimento para escrever letras políticas como Critical Acclaim.&quot;

O Deathbat

O logo oficial da banda é o Deathbat, uma caveira com asas. Foi originalmente criado por um amigo de escola dos integrantes, Micah Montague. Cam Rackam,outro amigo do A7X também fez diversos tipos de Deathbats e algumas pinturas como o single da música Beast and the Harlot assim como Casey Howard que fez o design do logo para a Fall Tour com a banda Buckcherry em 2008, o Abraham Deathbat. C.Howard também fez os desenhos interiores do encarte do álbum Avenged Sevenfold de 2007. O símbolo aparece em diversos álbuns como Waking The Fallen e Avenged Sevenfold e em singles como Critical Acclaim e Bat Country. O Deathbat está sempre presente nos shows,nas palhetas e fundos de palcos e também é a tatuagem mais comum entre os fãs da banda.

Discografia


Arrow Sounding the Seventh Trumpet (2002, Hopeless Records)

Faixas

Spoiler:
 

Arrow Waking the Fallen (2003, Hopeless Records)

Faixas

Spoiler:
 

Waking the Fallen é o segundo álbum de estúdio da banda estadunidense de metalcore/hard rock Avenged Sevenfold. É o primeiro álbum com a presença do atual baixista da banda Johnny Christ .Waking the Fallen é o ultimo álbum do Avenged Sevenfold, com o gênero metalcore, com a posterior troca para o estilo hard rock. Também é o último álbum no qual vocalista M. Shadows utiliza-se de gritos excessivos, embora haja mais músicas melódicas do que no último álbum &quot;Sounding the Seventh Trumpet&quot;. Também é o último álbum a ser gravado na Califórnia perto de sua cidade natal Huntington Beach, antes de passar as gravações para Houston, Texas. Foi lançado em 26 de agosto ,2003 pela Hopeless Records. O constante tema do álbum parece ser dirigido para o fim da humanidade e especialmente destinado para o apocalipse. Em especial na canção &quot;Chapter Four&quot;, que faz referências diretas à história de Caim e Abel. Essa referências bíblicas estão inúmeras vezes não só em &quot;Waking the Fallen&quot;, mas em todos os álbuns da Avenged Sevenfold. Este álbum foi muito elogiado pela crítica como o melhor álbum de metalcore do ano de 2003, até para outros, um dos melhores álbuns do gênero da história.

Arrow City of Evil (2005, Warner Bros. Records/WEA Records)

Faixas

Spoiler:
 

City of Evil é o terceiro álbum de estúdio da banda estadunidense de metalcore/hard rock, Avenged Sevenfold,lançado em 7 de junho de 2005 pela Warner Bros. Records.
Este álbum é o primeiro da banda com o estilo hard rock, diferentemente dos dois álbum anteriores em que o gênero marcante era o metalcore, onde o vocalista, M. Shadows gritava excessivamente as letras das músicas. O trabalho na guitarra e nas canções também é mais técnico e em um estilo mais metal. Algo como no álbum Turbo da banda Judas Priest, causando polêmica entre os fãs mais antigos, que rotularam a banda como “vendidos”, devido à sua novo som. Por outro lado, o álbum da banda ganhou muitos fãs novos que eles não que eles não poderiam ter tido com o seu som antigo. Tem-se rumores que a verdadeira razão por trás da mudança de estilo e por causa do vocalista M. Shadows que teve problemas em suas cordas vocais embora a banda negue. O álbum foi certificado com “disco de ouro” em janeiro de 2006 e classificado 63º em outubro de 2006, pela revista “Guitar World” na lista dos 100 maiores álbuns de guitarra de todos os tempos.


Arrow Avenged Sevenfold (2007, Warner Bros. Records/WEA Records)

Faixas

Spoiler:
 

Arrow Live In The LBC &amp; Diamonds In The Rough (2008, Warner Bros. Records/WEA Records)

Faixas
Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vitinho
avatar
ModeradorModerador


Mensagens : 570
Pontos de Respeito : 936
Data de inscrição : 09/09/2010
Idade : 23

Ver perfil do usuário
MensagemAssunto: Re: Avenged Sevenfold Sex 10 Set 2010, 2:12 pm

Integrantes

Antigos

Matt Wendt (1999-2000) — baixo
Justin Sane (2000-2002) — baixo e piano
Dameon Ash (2002) — baixo

Atuais

Spoiler:
 

Formação na época das demos

M.Shadows - vocal e piano
Zacky Vengeance - guitarra
Matt Wendt - baixo
The Reverend - bateria

Ligações externas

Sítio oficial

Sítio oficial Brasileiro

Perfil no MySpace

Perfil no Imeem

Syn Gates Clothing

Vengeance University

Fonte: wikipedia

------------------------- © Super Players - Todos os direitos reservados -------------------------

Rasteje para fora dos destroços mais uma vez
Lembrança horrível que deturpa a mente
Negra, esburacada, fria e difícil de esquecer
Caminho da destruição, sinta queimar


Alucinação
Heresia
Ainda que você corra, o que está por vir, terá que ser.

*O caçamos sem piedade
O caçamos por todo o pesadelo*
Voltar ao Topo Ir em baixo
 

Avenged Sevenfold

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Super Players :: Diversidades :: Música-